Intercâmbio com praia e sol - Austrália

Que tal fazer um intercâmbio de longa duração e estudar inglês em um país com praias paradisíacas, sol e muita aventura? É possível! Conheça a Marcela, 24, radialista que escolheu Brisbane na Austrália como destino.

Foto: Brisbane - Austrália | Pixabay

Porque resolveu fazer intercâmbio na Austrália?


Sempre sonhei em fazer intercâmbio, mas não sabia onde. Só sabia que queria viajar e conhecer um lugar novo. Me formei em 2013 e não consegui emprego, então resolvi fazer o intercâmbio e escolhi a Austrália para me aventurar.


Viajei em janeiro de 2015 e fiquei 6 meses no país. Escolhi a Austrália, primeiro porque é um lugar onde estudantes podem trabalhar, segundo porque o clima é parecido com o do Brasil e terceiro, pelas praias.

Foto: Mergulho na barreira de corais | Arquivo Pessoal

Qual escola, agência e acomodação escolheu?

Estudei na ILSC Brisbane, curso de 24 semanas. A escola era boa, gostei e aprendi bastante. Fui com a agência Hello Austrália.

Fiquei um mês em casa de família (Host Family) e depois dividi apartamento com outras pessoas.


Como foi a experiência?


O local é maravilhoso, não poderia ter escolhido melhor. A Austrália é um sonho, mas é longe, então é uma ótima oportunidade de conhecer o país.


A minha sugestão é escolher um lugar que você consiga trabalhar legalmente e que realmente sonha em conhecer. Eu sonhava com a Austrália, mas tem gente que sonha com a neve, com países mais badalados. Siga o seu gosto e pesquise sobre ele.

Foto: Marcela com o Coala | Arquivo Pessoal

Você trabalhou durante o intercâmbio?


Trabalhei bem pouco. Meu inglês não era muito bom e a época em que fiquei não tiveram muitos eventos. Trabalhei vendendo um doce diferente e em um campeonato de corrida de cavalo. Adorei, foram ótimas experiências que me ajudaram muito.


Gostaria que me informassem que emprego não é tão fácil. Fui achando que era mais tranquilo e não era.

Essa foi minha maior dificuldade, arranjar emprego. Nunca fui boa em entrevista, fico muito nervosa. Em inglês é pior, mas no fim, o que tinha pra dar certo, deu.


O que você mais gostou e menos gostou na viagem?


Tenho várias histórias de lá, mas as histórias de amizades são as melhores. No intercambio os laços de amizade se tornam familiares, é louco. Eu amei os asiáticos e lá tinham muitos, japoneses, tailandeses, coreanos, chineses. Eles não são de abraçar e beijar como nós, e muitos se abriram para o jeitinho brasileiro e nos abraçavam sempre. Menos um japonês que quando fui abraçá-lo, ele começou a gritar na sala "no no no" hahahhaha, foi engraçado.


O que eu menos gostei é a distância do Brasil. Se fosse mais perto, talvez eu ficasse por lá.

Foto: Campeonato WSL que a Marcela encontrou Gabriel Medina | Arquivo Pessoal


Busca
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon

© 2016 - Todos os direitos reservados • Viajei no Intercâmbio

  • Black YouTube Icon
  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black